Rap da Beleza

Como a enxada daquele que lavra,
faço uso do meu instrumento: a palavra.
Tal qual o carpinteiro trabalhando com a madeira,
Tento expressar-me com a minha maneira.
A poesia, a prosa e o verso não têm idade,
e assim vou rimando, com toda simplicidade.

É bom fazer um rap falando de beleza
Coisa que vem de dentro, da minha natureza
A beleza mais bela é a que a gente não vê
A maior das belezas está dentro de você
Talvez por isso que eu cante, eu acho legal
Pra quem não nos conhece, Projeto Ladislau Ladislau

Não existe mulher feia quando está desesperado.
Não há mulher mais linda quando está apaixonado.
Não pense em beleza , interior ou exterior,
Pense na beleza sublime de um grande amor.

É a beleza, ou lindura, lindeza ou formosura
Não tem partido, time, credo ou cor
Está dentro da pessoa, só aparece com o amor
Nπo adianta ser belo e não ter nada na mente
também não adianta ser só inteligente
Se você não me entende, não me leve a mal
Talvez você tenha um outro ideal

Espero que goste da música, ache maneiro
Porque desse modo eu vou ficar faceiro
Até que o rap nπo ficou ruim,
Eu sou o Ladislau, lembre de mim
Aqui de Porto Alegre, do bairro Tristeza
E essa minha canção é o rap da Beleza

Não existe mulher feia quando está desesperado.
Não há mulher mais linda quando está apaixonado.
Não pense em beleza , interior ou exterior,
Pense na beleza sublime de um grande amor.

Go to Top